Engrena lança formulário para o Escambo 2011

O Escambo, festival realizado pelo Fórceps em Sabará, em sua quarta edição, será patrocinado pela Vivo. Queremos, neste ano, abranger um número maior de manifestações culturais no Festival. O Engrena, então, está lançando um formulário para seleção de espetáculos teatrais e oficinas. O festival acontece entre os dias 18 e 24 de julho.

A questão das oficinas será tratada e articulada através de email. Entre em contato para tirar dúvidas ou especifique no formulário o interesse na ministração de oficina, que entramos em contato! email: engrena@forceps.com.br, marcela@forceps.com.br, mbarros@forceps.com.br

Um pouco sobre o Escambo:


O Festival tem como intuito valorizar e fomentar a produção cultural da região; Estimular o debate sobre política pública da cultura, arranjos produtivos locais, sustentabilidade, autogestão etc; Promover a democratização da cultura e da informação e a circulação de bens e profissionais da área; Contribuir para o desenvolvimento da cadeia produtiva da cultura local através da qualificação e profissionalização dos agentes produtivos; Estimular o trabalho colaborativo em rede, bem como a troca de experiências, tecnologias e informações com vistas à promover a fruição cultural, intercâmbio de knowhow e a formação de público.

Engrena em Santa Luzia

Galera que Engrena!

O Palco Engrena, representante da frente cênica do Circuito Fora do Eixo no Coletivo Fórceps, fez sua primeira ação no Grito Rock Sabará, nos dias 5 e 7 de março, com pouco mais de um mês de existência. Aderindo a campanha Grito EnCena, o grupo apresentou cenas curtas que agradaram o público e agregaram à “trupe”  mais interessados pela chamada Sexta Arte.

As artes plásticas também se fizeram presente no Festival

Durante o GR Sabará, o Palco Engrena foi convidado à se apresentar na estréia do Coletivo Namarra, no município de Santa Luzia, que aconteceria junto ao primeiro Grito Rock realizado na cidade. No dia 19 de março uma van com 15 representantes do Fórceps seguiu rumo ao bar “Beco”, localizado na rua Direita da histórica Santa Luzia, naquela que foi uma das maiores movimentações conjuntas do Coletivo. Os membros do Palco Engrena, empolgados com o convite para a primeira ação itinerante, levaram à Santa Luzia as cenas “Manteiga Voadora” e “Terapia de Casal”, que incrementaram o lançamento oficial do Namarra e foram elogiadas e bem recebidas pelo público presente.

Saiba  como foi o Grito Rock Namarra, e confira aqui mais fotos do evento.

Engrena no Grito: ações, ações e mais ações!

Uma das novidades do Fórceps no GR Sabará 2011 foram as ações Poéticas Visuais. Foram realizadas, nos dias de festa, projeções de trabalhos visuais como colagens, aquarelas e fotografias. Os trabalhos selecionados são de autoria de estudantes de design envolvidos, direta ou indiretamente, com o trabalho do Coletivo, e podem ser conferidos aqui. Além das projeções, foi criada uma mini galeria, com fotografias de Jonathan Santos e Priscila Cristina, dois da nova leva de colaboradores do Fórceps.

Esta edição também ficou marcada pela estreia do Palco Fórceps. O núcleo de artes cênicas  iniciou suas ações já aderindo à campanha nacional Grito EnCena, que nasceu com a proposta de fomentar a integração das artes no Grito Rock. O representante sabarense do Palco Fora do Eixo conta com cerca de dez membros, e encenou três cenas criadas pelo grupo especialmente para o evento, além de realizar intervenções artísticas durante o show do Peça Oratória na Primeira Pessoa.

Confira abaixo um dos vídeos de cobertura do evento:

Grito Rock Sabará 2011 sob o olhar do Palco Fórceps

 O Palco Fórceps deu à luz suas ações de forma memorável. Foi no Grito Rock, o maior festival integrado da América Latina, que o grupo mostrou à Sabará e ao Circuito suas primeiras intervenções. Foram três cenas curtas encenadas por Mariana Barros, Vanessa Stéphanie, Denise Leal e Lucas Reis. Os textos que deram origem a estas cenas, que tem duração de três a oito minutos, são, em sua maioria, de autoria dos membros do Palco Fórceps, e foram trabalhados em grupo até chegarem a forma encenada. Também foi apresentada uma cena baseada em uma adaptação, feita pela atriz Denise Leal, do conto “Borboletas de Koch”, de Antonio di Beneditto. Além das cenas, foi realizada uma intervenção artística durante o show do Peça Oratória na Primeira Pessoa: no decorrer da apresentação, utilizando aquarela e nanquim, a estudante de design Vanessa Stéphanie criou um desenho, que traduziu suas impressões e sensações acerca das músicas executadas.

As cartolas vermelhas presentes na Casa José de Figueiredo Silva, onde aconteceu o Grito Rock Sabará, denunciavam que não foram apenas os atores que fizeram a coisa acontecer. Quem não encenou atuou na produção e apoio, dando o suporte necessário para que tudo corresse da melhor forma possível.
 
 
 
 
 
O representante sabarense do núcleo da artes cênicas Fora do Eixo levou do evento lições. O que deu certo, o que não funcionou e seus respectivos porquês serão avaliados, para que as próximas ações sejam executadas com maestria!

Palco Fórceps fará suas primeiras ações no Grito Rock Sabará

O núcleo de artes cênicas do Circuito Fora do Eixo terá, finalmente, seus representantes no Coletivo Fórceps. Uma galera nova e empolgada veio cheia de energia, realizando reuniões super produtivas (em menos de três semanas, já foram 6) e assumindo demandas variadas. Um convite feito por mim, Marcela, que já integro o Fórceps faz tempo, acabou se multiplicando e unindo cerca de nove novos colaboradores, que já vestiram a camisa Fora do Eixo. 

Além das artes cênicas, este novo pessoal abraçou a ideia de dar, simultaneamente, os primeiros passos do Poéticas Visuais e Fora do Eixo Letras por aqui. Um gostinho de toda esta empolgação e envolvimento poderá ser conferido no Grito Rock Sabará, onde o Palco Fórceps realizará intervenções para todos os gostos. Bora conferir?